Música ao vivo

Saiba porque a música ao vivo nunca vai acabar

Vimos que com a chegada da pandemia do coronavírus o mercado musical foi afetado diretamente.

Shows foram cancelados como seguimento do protocolo da Organização Mundial da Saúde (OMS), para evitar aglomerações.

Com isso, nos encontramos impedidos de estar em shows e concertos ao vivo por um longo período.

Em meio a esse cenário, os shows passaram a ser transmitidos por lives nas redes sociais, principalmente pelo YouTube. Além disso, muitos shows foram migrados para o formato drive-in para um público muito reduzido.

Os artistas foram buscando também por outras alternativas para vencerem a crise em meio a paralisação.

Mas, afinal, por que o calor humano à distância ainda não é o melhor quando se trata de eventos musicais?

E o que de fato inspira os ouvintes a irem a shows, às vezes com grandes custos, quando podiam ouvir as gravações em casa?

Sem dúvidas, o show de música ao vivo é um evento social que está entre as formas mais viscerais e memoráveis ​​de envolvimento sensorial.

Um aspecto singular dos shows mais populares, é a relação com outros membros do público conforme a música toca.

Os movimentos com o corpo, em particular, refletem as nossas emoções e têm consequências sociais quando experimentados em conjunto com outras pessoas.

Porém, os shows ao vivo têm outras características que também podem ser importantes.

Então, qual é o verdadeiro poder da música ao vivo?

A música tem uma maneira de nos levar a um lugar que não pode ser descrito, ela nos dá uma sensação de euforia.

Ela tem sua beleza particular, seja ao vivo, tocando no rádio, um CD ou mesmo a trilha de um filme.

No entanto, nada se compara ao lugar que a música ao vivo pode levar você.

1. Desperta os sentimentos

Ela é capaz de fornecer uma sensação distinta e inspiradora, quando experimentada em um ambiente ao vivo, ao contrário dos sentimentos que você tem quando está ouvindo alguma canção nos fones de ouvido ou no alto-falante do rádio.

Durante uma apresentação ao vivo, a música se desenrola de uma forma única e não predeterminada, potencialmente aumentando a expectativa e o sentimento de envolvimento do público.

2. Estímula a socialização

Como dito anteriormente, a música tem o poder de impulsionar a cultura e aproximar a sociedade.

Afinal, a música é sobre seres humanos se comunicando com outros seres humanos.

Isto é, quando vamos a shows, fazemos amizades, nos relacionamos com pessoas que gostam de apreciar o mesmo som, interagimos com os artistas no palco, movimentamos nosso corpo em sincronia conforme a música toca.

Todos esses pontos estimulam o nosso convívio em sociedade.

3. Promove saúde e bem-estar

Os benefícios que a música nos traz já são comprovados cientificamente. Ela melhora nosso humor, nossa auto estima, melhora a produtividade, promove o relaxamento e pode até nos ajudar a combater a depressão.

Entretanto, a música ao vivo é ainda mais capaz de liberar endorfina, que se trata de uma substância natural (neuro-hormônio), produzida no cérebro e que ao ser liberada, estimula nossa sensação de bem-estar e alegria.

Importância da música ao vivo
A música ao vivo alegra, emociona e cria um momento especial em contexto de grupo.

Os shows do futuro terão um formato diferente?

No ritmo em que a tecnologia está mudando, acredita-se que sim, que os shows serão diferentes.

No entanto, apesar de não podermos prever como esse formato será, o envolvimento ao vivo deverá sempre exitir.

As transformações nas apresentações musicais ao vivo não se trata de algo recente.

Por exemplo, ao longo do século XX, os shows musicais já passaram por inúmeras transformações e vemos hoje, que os músicos podem se apresentar de formas completamente novas, ainda mais livres das restrições dos instrumentos convencionais, graças a isso.

A música é uma forma de arte, e arte está ligada ao processo criativo, que sempre traz inovações de alguma maneira.

Vivemos num século onde os shows ao vivo não só envolvem nossa experiência sensorial, mas por trás dos bastidores, se encontra também um mercado de marketing muito acirrado.

Há um envolvimento muito forte de patrocinadores, de empresas que prestam serviços para o mercado musical (como a venda de ingressos, por exemplo).

Os shows ao vivo não só garantem a nossa diversão, mas o sustento de toda uma produção.

Leia Também: Como as novas tecnologias impactam nossa cultura

O palco e o público: são dispensáveis?

Outro ponto fundamental que deve ser levado em consideração aqui, é a importância da interação com o público e a presença de palco para os músicos.

Esse contato presencial permite que até mesmo eles possam despertar emoções e sentimentos, ter um retorno real do seu trabalho, de interagir diretamente com os ouvintes, entre outros aspectos.

Ainda que shows e concertos online consigam alcançar um público maior por poderem ser transmitidos de qualquer lugar, a experiência ao vivo é muito superior.

Pois, o som tem uma qualidade melhor, shows ao vivo permitem a socialização, a interação direta do público com a música.

Sem dúvidas, é uma experiência única que nenhum ambiente virtual jamais será capaz de substituir.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.